Agronegócio quer revogar lei que proíbe a pulverização aérea de agrotóxicos no Ceará

“Percebemos uma reação à lei e é possível que tentem entrar com uma ação no STF ou articular um novo projeto de lei para revogar a nossa. Há interesse de tentar as medidas mais rápidas e, enquanto isso, há uma disputa de narrativa para deslegitimar a lei que foi uma importante conquista em defesa do ambiente e da proteção da saúde de agricultores e consumidores de alimentos”, conta Talita Montezuma, pesquisadora do Núcleo Tramas e professora de Direito na Universidade Federal Rural do Semi-árido (UFERSA).



Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida