Agrotóxicos: Anvisa e Consea fortalecem controle de resíduos

26 de junho de 2012

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) apresentou na última segunda-feira (25) um panorama sobre o Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos (Para). A apresentação ocorreu em reunião da Comissão de Presidentes dos Conselhos Estaduais de Segurança Alimentar e Nutricional (CPCE), em Brasília (DF).

O objetivo do encontro foi estimular a parceria entre os Conselhos e os órgãos de Vigilância Sanitária Estadual para fortalecer as ações locais do programa. “O Conselho Nacional de Segurança Alimentar (Consea) tem apoiado os trabalhos da Agência e utiliza os resultados do Para como um dos indicadores do Direito Humano à Alimentação Adequada”, afirmou o gerente-geral de Toxicologia da Anvisa, Luiz Cláudio Meirelles.

De acordo com Meirelles, nas últimas reuniões do programa já havia sido abordada a importância de uma maior integração das ações regionais e locais da equipe do Para com as dos Conseas estaduais e municipais. “Esperamos colher resultados positivos dessa integração e possibilitar que a população tenha acesso a alimentos mais seguros”, complementou o gerente da Anvisa.

O Para, criado em 2001, busca garantir a segurança alimentar do trabalhador brasileiro e a saúde do trabalhador rural. O programa funciona a partir de amostras de alimentos coletadas pelas vigilâncias sanitárias dos estados e municípios em supermercados.

Em 2010, o programa monitorou resíduos de agrotóxicos em 18 culturas: abacaxi, alface, arroz, batata, beterraba, cebola, cenoura, couve, feijão, laranja, maçã, mamão, manga, morango, pepino, pimentão, repolho e tomate. Apesar de as coletas não serem de caráter fiscal, o Para tem contribuído para que os supermercados qualifiquem seus fornecedores e para que os produtores rurais adotem integralmente as Boas Práticas Agrícolas.

Fonte: Ascom/Anvisa



'Agrotóxicos: Anvisa e Consea fortalecem controle de resíduos' não possui comentários

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Quer compartilhar suas ideias?

Seu endereço de email não será publicado.

Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida