Apicultores conseguem impedir soja transgênica no sudeste do México


Adaptado de La Jornada, 23/07/2012.

Com uma decisão judicial favorável, apicultores mexicanos conseguiram barrar o plantio de 253 mil hectares de soja transgênica nos distritos de Campeche, Quintana Roo, Yucatán, Tamaulipas, San Luis Potosí, Veracruz e Chiapas, região sudeste do País.

Em nota, 59 organizações de apicultores, agricultores, ambientalistas e ONGs defendem que a decisão estabelece precedente para que se continue exigindo a suspensão definitiva das autorização emitidas pela Secretaria de Agricultura (Sagarpa) à Monsanto. As organizações acrescentam que não desistirão de lutar por uma agricultura livre de transgênicos e esperam sentenças favoráveis nas ações referentes a Chiapas, Quintana Roo e Yucatán.

“Os produtores interessados na soja transgênica correm risco de investir nesse tipo de cultivo pois existe aqui uma forte oposição e luta legal e política para que o país seja decretado zona livre de transgênicos”, alertam as entidades.

O pantio da soja da Monsanto afetaria cerca de 25 mil famílias que vivem da apicultura, sendo que empresas europeas reduziram as compras de mel procedente de Yucatán e Quintana Roo até que se comprove que o produto está livre de transgênicos. Ademais, o preço baixou entre 300 e 400 dólares por tonelada.

Entre 1998 e 2009 a Monsanto realizou plantios experimentais. Em maio deste ano a Sagarpa liberou o plantio comercial da soja modificada, que inclui o uso de 13 mil toneladas de sementes.


Tagged: ,


'Apicultores conseguem impedir soja transgênica no sudeste do México' não possui comentários

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Quer compartilhar suas ideias?

Seu endereço de email não será publicado.

Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida