Aviação agrícola no Brasil: setor cresce à sombra de acidentes e agrotóxicos

Excelente reportagem sobre os perigos da aviação agrícola, não só para quem recebe a chuva de venenos, mas sobretudo para os próprios trabalhadores desta atividade.

Os dados não deixam dúvidas: a atividade é uma das mais perigosas na aviação brasileira. Para pulverizar uma plantação inteira, os pilotos precisam voar em baixa altitude e executar manobras semiacrobáticas. Profissionais experientes no setor são minoria: a maior parte chega ao mercado, em média, com idades entre 23 e 28 anos, e poucas horas de voo na bagagem.


Tagged: ,


Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida