Avião agrícola sobrevoa escola e intoxica dezenas de crianças, em GO

Aeronave estava fazendo pulverização em lavoura no sudoeste goiano. Cerca de 120 alunos estudam na unidade; pelo menos 40 foram internados.

do G1 – Goiás 

Dezenas de alunos e alguns professores ficaram intoxicados após um avião agrícola sobrevoar uma escola pública localizada no Assentamento Pontal dos Buritis, às margens da GO-174, em Rio Verde, no sudoeste de Goiás, na manhã desta sexta-feira (3). A aeronave estava realizando o trabalho de combate às pragas em uma lavoura utilizando um inseticida chamado engeo pleno, segundo informações do Corpo de Bombeiros. No momento do sobrevoo, 122 crianças estudavam nas salas de aula, informou o coronel do Corpo de Bombeiros de Rio Verde, Cléber Cândido.

De acordo com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), até o final desta manhã, 42 crianças tinham sido encaminhadas para o Hospital Municipal de Montividiu intoxicadas. Destas, 28 continuavam internadas no início desta tarde, em estado regular. Segundo o Samu, diversos alunos estavam vomitando e sentido tonturas e fortes dores de cabeça, que segundo o órgão, é comum em casos de intoxicação.

 

O Samu informou ainda que as outras crianças e os professores intoxicados foram atendidos no local e, logo em seguida, liberados. Alguns foram socorridos pelos próprios pais e moradores da região.

O coronel Cléber Cândido explicou que autoridades de saúde de cidades de Paraúna, Rio Verde e Montividiu se organizaram para reforçar o atendimento às crianças, mas apenas Montividiu recebeu os alunos intoxicados até o momento.

A produção da TV Anhanguera tentou entrar em contato com os proprietários da fazenda onde a pulverização estava sendo feita, em Paraúna, mas eles não atenderam às ligações.

Fiscais da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) estão na escola investigando o caso.



'Avião agrícola sobrevoa escola e intoxica dezenas de crianças, em GO' não possui comentários

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Quer compartilhar suas ideias?

Seu endereço de email não será publicado.

Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida