Câmara derruba projeto que barrava agrotóxicos

Por um voto, cidade de Americana volta atrás e decide manter pulverização aérea.

Para a produtora agrícola e diretora estadual do MST, Eunice Pimenta, a mudança na votação foi uma surpresa. “A gente queria que tivesse sido aprovado, porque nós lutamos mais de 3 anos para ter o certificado de orgânico nos nossos produtos, e corremos o risco de perder isso. O que leva uma pessoa a voltar atrás assim? Acho muito estranho”, disse.



Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida