Moção de Repúdio à Diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa

Moção aprovada no III Seminário de Agroecologia do Distrito Federal, realizado nos dias 20 a 22 de novembro de 2012: 

“Nós, agricultores e agricultoras, estudantes professores e professoras, técnicos e profissionais, pesquisadores, pesquisadoras e representantes de movimentos sociais do campo e da cidade, reunidos no III Seminário de Agroecologia do Distrito Federal, exigimos a imediata exoneração da atual Diretoria da Anvisa, especialmente de seu Diretor-Presidente, Dirceu Barbano, responsável pela demissão do então Gerente Geral de Toxicologia da Anvisa, Sr Luiz Cláudio Meirelles, o qual denunciou fraudes nesta mesma agência, para liberação de agrotóxicos no Brasil.” 

“Apresentamos grande preocupação quanto ao futuro da saúde da população e de sua vulnerabilidade diante do poder da industria criminosa de agrotóxicos instalada neste país, uma vez que com a exoneração do Sr. Luis Cláudio Meirelles, o próprio Ministério da Saúde como órgão que deveria antes proteger o direito à vida previsto na Constituição Federal, se apresenta claramente subordinado e refém dos interesses econômicos da indústria de agrotóxicos, a qual não defende outra coisa que não seja o seu próprio lucro e a decorrente intoxicação da população e envenenamento de nossas cidades, lares, alimentos, campos, rios, fauna flora e ar. “

“Cobramos, finalmente, do Governo Federal, o atendimento imediato das diversas solicitações de audiência já enviadas por organizações da sociedadecivil solicitando esclarecimentos sobre esta caso e para tratar das medidas a serem tomadas, de agora em diante, quanto à condução das atribuições da Anvisa de forma a resgatar a credibilidade desta agência junto à sociedade brasileira, seriamente abalada após estes últimos acontecimentos.”



'Moção de Repúdio à Diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa' não possui comentários

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Quer compartilhar suas ideias?

Seu endereço de email não será publicado.

Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida