Palmas: Sociedade Civil Organizada debate uso indiscriminado dos agrotóxicos com “O Veneno está na Mesa”‏

Na noite deste domingo, 23 de setembro, na Praça da Quadra 110 Sul (Quiosque do Gaúcho), o Cine Sem Tela exibiu o filme “O Veneno está na Mesa”, do premiado diretor Sílvio Tendler. O filme mostra claramente os perigos dos agrotóxicos e aponta que a agroecologia já acontece e representa uma solução real para a agricultura sustentável. Após o filme, a sociedade civil organizada presente ao evento debateu sobre o tema que faz parte da “Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida”.

O uso dos agrotóxicos é associado ao aumento da incidência de câncer porque favorece a alteração do DNA de uma célula, o que pode dar origem a tumores. Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) estimam que a doença afetará 1 milhão e matará 400 mil pessoas nos próximos anos.

“No Tocantins já foram notificados 642 casos de intoxicação por agrotóxicos. Queremos repassar essa preocupação para cada um. Queremos repassar pelo menos o que nós vimos aqui”, disse Izaura Vieira do Comitê Estadual da Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida.

“A questão do uso dos agrotóxicos é uma questão política. A gente tem que fazer uma leitura que extrapola o Brasil pra saber quem é que está ligado a isso. Que bom se nós conseguíssemos com que mais pessoas sentisse isso. Precisamos mudar as políticas”, destacou Judit da Rocha do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) que também participou do debate.

“Hoje sinto-me mais incomodado depois de assistir o filme. Temos uma política destruidora, que defendem interesses individualizados em detrimento de todos nós. Temos um poder muito grande em nossas mãos, somos nós que colocamos os governantes lá. É momento de refletir, é momento de mobilizarmos”, enfatizou Elicharme Gomes de Carvalho membro do Centro de Direitos Humanos de Palmas (CDHP).

“Mais uma vez estamos ameaçados. A nossa preocupação é não só com a comida, nossa preocupação é quando esses agrotóxicos são levados para os rios e como os indígenas se alimentam de peixe devem também estar contaminados. Essa ameaça chegará até nós”, disse Byll Karajá da Organização Karajá (Iny Marradu).

Campanha Contra os Agrotóxicos

Nos últimos três anos o Brasil vem ocupando o lugar de maior consumidor de agrotóxicos no mundo. Os impactos à saúde pública são amplos porque atingem vastos territórios e envolvem diferentes grupos populacionais, como trabalhadores rurais, moradores do entorno de fazendas, além de todos nós que consumimos alimentos contaminados.

Diante desta situação, mais de 50 entidades nacionais se juntaram desde 2011 na Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida, que tem o objetivo de sensibilizar a população brasileira para os riscos que os agrotóxicos representam, e a partir daí tomar medidas para frear seu uso no País.

Mais informações sobre a campanha podem ser obtidas por meio do site http://www.contraosagrotoxicos.org

Participaram do evento Maria Vanir – Centro de Educação Popular de Palmas; Elicharme Gomes de Carvalho – Centro de Direitos Humanos de Palmas (CDHP); Byll Karajá – Organização Karajá (Iny Marradu); Judit da Rocha – Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB); Samuel dos Reis – Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA); Maria Izaura da Costa Vieira – Comitê Estadual da Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida e Centro de Direitos Humanos de Palmas; Fernando Amazonas – Associação Tocantinense de Valorização Ambiental e da Vida (ONG Eco Terra). 


Foto: Assessoria de Imprensa           Fonte: Assessoria de Imprensa           Postador: Thayanne Karoline

Fonte: http://surgiu.com.br/noticia/51394/sociedade-civil-organizada-debate-uso-indiscriminado-dos-agrotoxicos-com-o-veneno-esta-na-mesa8207.html



'Palmas: Sociedade Civil Organizada debate uso indiscriminado dos agrotóxicos com “O Veneno está na Mesa”‏' não possui comentários

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Quer compartilhar suas ideias?

Seu endereço de email não será publicado.

Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida