Apicultores têm prejuízos com a morte de milhares de abelhas e furtos de colmeias

Em Pirassununga, o apicultor Gilberto de Jesus Scherma mostrou a quantidade de abelhas mortas que ainda estão no chão em sua propriedade, que tem 90 caixas com colmeias.

Ele trabalha na área há 40 anos e acredita que o agrotóxico utilizado nas plantações de cana, algodão e eucalipto na região causou as perdas. Para produzir o mel, as abelhas voam por um raio de cerca de 5 quilômetros atrás de pólen


Tagged: , ,


Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida