Comissão Europeia aprova compra da Monsanto pela Bayer com algumas condições

Hoje chegou ao fim o último processo das 3 fusões/aquisições entre as empresas de agrotóxicos e transgênicos.

A partir de agora, temos oficialmente 3 empresas super poderosas, controlando quase 70% do mercado. Com isso, elas podem exercer mais pressão sobre os estados nacionais, o que vai acarretar em menos regulação para os países sem capacidade de se posionar frente às gigantes.

No entanto, aumenta também a contradição no seio do agronegócio. Para os fazendeiros, “produtores”, as fusões são um péssimo negócio. Com menos concorrência, o preços dos insumos tende a subir, e a pesquisa de novos produtos tende a diminuir.

Talvez os “produtores rurais” comecem a perceber que, para o agronegócio, eles são a parte mais dispensável do processo. São uma simples peça abundante e facilmente substituível na engrenagem mundial da qual não fazem parte.

Mais uma vez, o capitalismo se comprova matematicamente como uma farsa.



Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida