‘Feirão da Resistência’ oferece produtos sem agrotóxicos vindos da agricultura familiar

O evento aconteceu no último sábado, em Londrina.

Segundo a coordenadora do MST Ceres Hadich, a realização do feirão no prédio do Marl é significativa por ser um local que representa a resistência cultural em Londrina. “Tanto para os artistas de rua quanto para o MST, o termo ‘resistência’ é muito simbólica por representar não apenas a resistência ao sistema que nos oprime, mas também pela construção e apresentação de possibilidades sociais diferentes do que nos é proposto até o momento”, explica.



Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida