Mais de duas mil pessoas morreram por uso de agrotóxicos no Brasil nos últimos anos

A exposição aos agrotóxicos também pode provocar enfermidades permanentes e difíceis de serem diagnosticados, já que todos são filtrados pelo fígado e rins. “Nestes órgãos, impactos continuados podem levar a alterações em uma única célula, causada por doses tão pequenas de moléculas tóxicas que não seriam detectáveis em exames de saúde, e ainda assim levar ao surgimento de danos irreversíveis”, explica Melgarejo.


Tagged:


Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida