Ministra de Bolsonaro, a Menina Veneno, fez parceria com a JBS

No período em questão, o dublê de secretária e fazendeira fez com que Tereza Cristina arrendasse uma área por R$ 918 mil anuais para a JBS. Também na campanha de 2014, Menina Veneno recebeu R$ 103 mil da empresa dos irmãos Batista a título de contribuição.


Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida