São Paulo e Brasília “comem veneno” acima do permitido, diz Greenpeace

“Percebemos que o problema dos agrotóxicos está em todos os lugares”, diz Marina Lacôrte, especialista do Greenpeace em agricultura e alimentação. “Ou seja, não é uma questão geográfica. E para mostrarmos isso escolhemos alimentos de São Paulo e Brasília”. Para ela, não há níveis seguros para o consumo de agrotóxicos a longo prazo. “Estamos comendo veneno. Os agrotóxicos estão na nossa rotina”.



Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida