Ato denuncia casos de morte pelo uso de agrotóxicos

Cerca de 150 assalariados e assalariadas rurais de vários estados estão reunidos na manhã desta terça-feira (20 de março) na Praça dos Três Poderes, em Brasília, em um ato com caixões pretos representando os casos de morte de trabalhadores e trabalhadoras rurais pelo uso de agrotóxicos sem proteção em atividades agrícolas. Segundo informações da Embrapa, o Brasil é o líder mundial no consumo de agrotóxicos e utiliza pelo menos oito tipos de ingredientes tóxicos já banidos em outras partes do mundo.

Nesse sentido, o secretário de Assalariados e Assalariadas Rurais da CONTAG, Antonio Lucas, informou que a pauta entregue ao ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, no dia 29 de fevereiro, reivindica o fim da pulverização aérea com agrotóxicos e a proibição imediata de nove princípios ativos na sua composição. “Mato Grosso é o estado que apresenta o maior número de ocorrências de uso de agrotóxicos sem proteção e a consequente morte de assalariados e assalariadas rurais.”
Fonte: Imprensa CONTAG – Verônica Tozzi
 



'Ato denuncia casos de morte pelo uso de agrotóxicos' não possui comentários

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Quer compartilhar suas ideias?

Seu endereço de email não será publicado.

Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida