MPE oferece denúncia aos acusados pela morte de Zé Maria

Nota do Movimento21 sobre os acusados do assassinato de Zé Maria do Tomé

Diante de tanta impunidade, a organização e unidade dos movimentos sociais conquistaram uma importante vitória: a 1ª Vara de Justiça em Limoeiro do Norte recebeu na terça-feira (26) o pedido cautelar de prisão e a denúncia oferecida pelo Ministério Público Estadual contra os acusados da morte de Zé Maria do Tomé, liderança comunitária executada em 21 de abril de 2010.

Como o Movimento21 já anunciava, o agronegócio é o acusado pelos 25 tiros que tentaram silenciar a voz que denunciava os crimes socioambientais cometidos na região pelas empresas da fruticultura irrigada. As denúncias de Zé Maria sobre os conflitos de terra e sua luta pelo fim da pulverização aérea de agrotóxicos atingiam diretamente os interesses dos acusados, representantes da elite econômica e política do Estado do Ceará.

Foram dois anos e três meses de pressão, mobilização e luta para que o caso fosse investigado, esclarecido e revelado e, finalmente, podemos apontar que o AGRONEGÓCIO tem nome, rosto e endereço. São acusados pelo bárbaro crime: João Teixeira Júnior, proprietário da empresa de bananas Frutacor, José Aldair Gomes Costa, gerente da empresa, Antônio Wellington Ferreira Lima e Francisco Marcos Lima Barros, moradores da região.

De longa data, Zé Maria e as comunidades da Chapada do Apodi enfrentavam as várias faces da violência do agronegócio, denunciando a utilização irresponsável de agrotóxicos pelas empresas, que contaminam as águas e assassinam lentamente os moradores, agricultores e trabalhadores da região, obrigados a conviver com essa situação de injustiça e a ingerir suas doses diárias de veneno. Denunciavam também a expropriação das terras dos camponeses da região do Baixo Jaguaribe, em nome de poucas empresas latifundiárias do agronegócio da fruticultura irrigada e combatiam o avião que pulverizava substâncias altamente tóxicas por cima das residências, conseguindo mobilizar a população a aprovar lei municipal que proibiu a utilização das aeronaves para fins de pulverização aérea no município de Limoeiro do Norte, revogada após o assassinato.

Acreditamos que essa vitória indica uma nova fase na nossa luta pelo fim da impunidade dos casos de violência no campo. Continuaremos mobilizados: pressionando o Estado e os órgãos responsáveis, pois a efetivação plena de justiça só se dará com a PRISÃO DOS ACUSADOS e com a superação do modelo de desenvolvimento para o campo realizado pelo agronegócio gerador de tantas injustiças. Por isso, nosso apoio aos trabalhadores em greve da Empresa Delmonte e a todos que lutam contra a exploração do agronegócio e em defesa da vida.

Somos todos Zé Maria!

Zé Maria se faz presente em cada um de nós que continuamos a erguer as bandeiras das comunidades:

  • Pelo Fim dos Agrotóxicos!
  • Pelo Fim da Pulverização Aérea!
  • Pelo Fim dos Incentivos e Isenções Fiscais concedidos pelo Estado aos Agrotóxicos!
  • Pela Proibição dos Agrotóxicos banidos em outros países!
  • Fora Agronegócio e Agrotóxicos!
  • Por Justiça Social e Ambiental, Agroecologia, Reforma Agrária e Soberania Alimentar!

Limoeiro do Norte, 29 de Junho de 2012



'MPE oferece denúncia aos acusados pela morte de Zé Maria' não possui comentários

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Quer compartilhar suas ideias?

Seu endereço de email não será publicado.

Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida