Governo autoriza mais 63 agrotóxicos, e o total no ano chega a 353

Já são 353 novos agrotóxicos em 2019. Na última década, ritmo de liberação de veneno nunca esteve tão acelerado

 

Ministério da Agricultura registrou nesta terça-feira mais 63 agrotóxicos. Desse total, 2 são princípios ativos (que servirão de base para produtos inéditos) e 5 são novos produtos que estarão à venda. Os demais 56 são genéricos que já existem no mercado. As autorizações foram publicadas no Diário Oficial da União.

Com os novos registros, o total de agrotóxicos liberados após publicação no Diário Oficial deste ano chega a 353, superando o volume do mesmo período de 2018, quando houve 309 registros. Assim, o ritmo de liberação deste ano segue sendo o mais alto da série histórica do ministério, iniciada em 2005.

Dos produtos liberados, 38% estão nos mais altos níveis de toxicidade à saúde humana (extremamente ou altamente tóxicos). Um deles, o Dinotefurano, é um ingrediente ativo novo no Brasil, que não é aprovado na União Europeia. O conjunto das aprovações continua indo na contramão dos argumentos usados pela Ministra da Agricultura Tereza Cristina e pela bancada ruralista, de que um maior ritmo de aprovações resultaria no registro de moléculas menos tóxicas e mais modernas.

Entre as novas liberações também está o Dibrometo de diquate, banido na Europa em 2018 por oferecer riscos aos trabalhadores rurais e aos pássaros. Enquanto na Europa muitos desses venenos são proibidos para proteger a população, no Brasil eles seguem recebendo sinal verde do governo.

No ano passado, a sociedade se colocou contra o Pacote do Veneno e a favor da Política Nacional de Redução de Agrotóxicos (PNaRA). Agora, estamos vendo o Pacote do Veneno ser empurrado em forma de pílulas aos brasileiros pelo Poder Executivo.

Confira a planilha organizada pela Campanha com as liberações de 2019.



'Governo autoriza mais 63 agrotóxicos, e o total no ano chega a 353' have 2 comments

  1. 3 de outubro de 2019 @ 13:33 Congresso mantém veto à extinção do Consea e, sociedade civil mobiliza para Conferência Popular sobre soberania e segurança alimentar - FIAN Brasil

    […] este ano já foram liberados mais de 350 agrotóxicos. Dos produtos liberados, 38% estão nos mais altos níveis de toxicidade à saúde humana (extremamente ou altamente […]

    Responder

  2. 16 de outubro de 2019 @ 10:29 “Comida de Verdade: Por um País sem Fome e uma Alimentação Saudável e Sem Veneno” - Assin

    […] de janeiro a setembro deste ano, o governo federal liberou o uso de 353 novos agrotóxicos, no Brasil. Nosso país é o líder mundial no consumo desses produtos e vai se tornando, também, […]

    Responder


Quer compartilhar suas ideias?

Seu endereço de email não será publicado.

Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida