Mais de 170 candidaturas eleitas se comprometeram com a promoção da agroecologia

Dos 47 prefeitos eleitos que assinaram carta-compromisso elaborada pela ANA, 28 governarão cidades da região Nordeste

Redação Brasil de Fato

Articulação Nacional da Agroecologia (ANA) informou nesta segunda-feira (30) que 172 candidaturas que aderiram à campanha “Agroecologia nas Eleições” foram eleitas em 2020. Destas, 47 estarão à frente de prefeituras e 125 ocuparão cargos no Legislativo municipal.

O número representa quase 14% dos 1.240 candidatos que assinaram a carta-compromisso elaborada pela ANA, com 36 propostas de políticas de apoio à agricultura familiar e à agroecologia e de promoção da soberania e segurança alimentar e nutricional nos municípios. A campanha, que norteou a elaboração de planos de governo, priorizou iniciativas que dependem apenas de vontade política local para sair do papel.

A região Nordeste lidera em número de candidaturas signatárias eleitas ao Legislativo, com 45, e ao Executivo, com 28. No ranking dos estados com mais vereadores eleitos comprometidos com a agroecologia, a Bahia aparece em primeiro lugar com 14, seguida por Rio de Janeiro, Minas Gerais e Santa Catarina, com 11 vereadores cada, Rio Grande do Sul, com nove, Paraná, com oito, e São Paulo, com sete. 

“A gente ficou bastante satisfeito com o resultado desse esforço. Do total de adesões, quase a metade foram candidatas mulheres, a vereadoras e prefeitas”, comemora Flavia Londres, que integra a Secretaria Executiva da ANA. “O resultado é bastante expressivo, significativo, e coloca uma responsabilidade muito grande para a gente, de seguir em diálogo com os recém eleitos para construirmos juntos as políticas do futuro. Parabenizamos as candidaturas e agradecemos a militância do movimento agroecológico, que fez um trabalho belíssimo.”

Além dos seis prefeitos eleitos no primeiro turno, a ANA celebrou no último domingo (29) a vitória em 2º turno de outros quatro signatários da carta-compromisso: Edmilson Rodrigues (PSOL), prefeito eleito em Belém (PA), Margarida Salomão (PT), em Juiz de Fora (MG), Sérgio Vidigal (PDT), em Serra (ES), e Arthur Henrique (MDB), eleito em Boa Vista (RR).

O cálculo ainda não inclui o resultado eleitoral em Macapá (AP), que teve as eleições adiadas. Lá, o candidato João Paulo Capiberibe (PSB) também firmou compromisso com a agroecologia.

Edição: Rebeca Cavalcante



'Mais de 170 candidaturas eleitas se comprometeram com a promoção da agroecologia' não possui comentários

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Quer compartilhar suas ideias?

Seu endereço de email não será publicado.

Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida