Manifeste-se Contra o Trigo Transgênico

Alerta! O governo brasileiro pode liberar o consumo de trigo transgênico no Brasil e, se aprovada, a medida afetará a alimentação de toda a população brasileira.

A Comissão Técnica Nacional de Biossegurança – CTNBio, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, realiza nesta quinta (22/10), das 13h30 às 17h30, audiência pública sobre a liberação comercial de trigo geneticamente modificado para o consumo humano e animal e sobre eventual cultivo de trigo transgênico no país.

O trigo foi geneticamente modificado para ser resistente ao glufosinato de amônio, agrotóxico já proibido na Europa e em outros países por sua alta toxicidade. O produto foi liberado recentemente para plantio na Argentina, desde que o Brasil aprove sua importação. Essa é uma situação inédita, que afeta a soberania dos países enquanto poucas multinacionais lucram.

Não aceite mais veneno na sua mesa! Envie e-mail para os membros da CTNBio, rejeitando a possibilidade de aprovação do trigo transgênico.

Confira aqui sugestão de texto e lista de e-mails para envio:

Prezados membros da CTNBio, não queremos trigo transgênico no Brasil!

O trigo IND-ØØ412-7 foi geneticamente modificado para ser resistente à seca e a herbicidas à base de Glufosinato de Amônio (GA), agrotóxico já proibido na Europa e em outros países por sua alta toxicidade e que pode acarretar efeitos neurotóxicos, genotóxicos, problemas reprodutivos e alteração nos processos de divisão celular.

Como já vimos no caso da soja, os transgênicos com resistência a herbicidas aumentam em muito o consumo de agrotóxicos, representando riscos para a saúde da população e do meio ambiente, em nome do lucro das empresas de agrotóxicos. Inclusive o condicionamento da liberação na Argentina à garantia de compra pelo Brasil sinaliza decisão comercial descompromissada com a saúde coletiva.

O trigo é parte importante da base alimentar brasileira e, caso aprovada a variedade transgênica, a população estará exposta na sua alimentação cotidiana a resíduos de glufosinato de amônio. Além disso, a possível aprovação gerará, necessariamente, contaminação das sementes, uma vez que a aprovação para consumo é o primeiro passo para a aprovação para a produção e, apesar de o trigo ser uma planta de autofecundação predominante, pode também cruzar com outras plantações próximas. Os dados científicos apontam uma taxa de fecundação cruzada entre 1 e 14% e a prática já mostrou, há anos, que a coexistência é impossível. Como já visto no caso da soja, que também se autofecunda, depois de liberada uma semente transgênica toda a cadeia alimentar se contamina.

Exigimos participação efetiva da sociedade na tomada de uma decisão que pode mudar radicalmente nossa alimentação. CTNBio, não queremos trigo transgênico!

E-mails para disparo:

[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
ca[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]



'Manifeste-se Contra o Trigo Transgênico' have 49 comments

  1. 22 de outubro de 2020 @ 11:26 Cristiano Rafael

    É um absurdo o que estão fazendo!!!!

    Responder

  2. 22 de outubro de 2020 @ 11:45 IPEMA

    Somos completamente contra qualquer alimento transgênico.

    Responder

    • 22 de outubro de 2020 @ 12:10 Clecia

      Sou completamente contra a decisão de incluir qualquer alimento transgênico na alimentação humana.

      Responder

      • 22 de outubro de 2020 @ 12:31 Fabiano Justo Silveira

        Sou completamente contra a decisão de incluir qualquer alimento transgênico na alimentação humana.

        Responder

    • 22 de outubro de 2020 @ 13:54 Lucia Helena Rangel

      Sou anti transgênicos. Totalmente.
      A saúde do planeta, com todos os seres vivos, está em jogo.

      Responder

  3. 22 de outubro de 2020 @ 12:32 Catarina Oliveira França

    Estão querendo matar mais rápido a população. Digo não com todas as minhas entranhas a esta criminosa iniciativa. 100% do nosso milho já é transgênico. Chega desta Cultura de morte no nosso país. Este desgoverno de trevas quer nos eliminar legalmente. Bandidagem é o termo correto para isso!

    Responder

  4. 22 de outubro de 2020 @ 13:47 Eliete Marostica

    Sustentando o agronegócio e A indústria farmacêutica, matando a população aos poucos e criando doenças. Td em nome do lucro. Não aos transgênicos!!!

    Responder

    • 22 de outubro de 2020 @ 14:29 Solange Todero Von Oncay

      Sou inteiramente anti transgênicos! A humanidade está em risco, não suporta mais a ganância e o lucro irresponsável e concentrado nas mãos de poucos! A favor do alimento limpo, para todos!

      Responder

  5. 22 de outubro de 2020 @ 14:33 Eliete Ferrer

    Não aos transgênicos!
    Chega de envenenar o povo brasileiro!

    Responder

  6. 22 de outubro de 2020 @ 14:34 Eliete Ferrer

    Nossa prioridade tem que ser a saúde das populações.
    Não aos transgênicos!
    Chega de envenenar o povo brasileiro!

    Responder

  7. 22 de outubro de 2020 @ 14:45 Aguinaldo

    Absurdamente, contra tudo em relação aos transgênicos!

    Responder

  8. 22 de outubro de 2020 @ 14:51 Rosaura Kader de Oliveira

    A vida em primeiro lugar. Um absurdo protegerem o agronegócio e subvalorizarem os indivíduos. Tantas doenças e tanta gente passando fome e valorizam esse lixo que até agora só provou ser comercial. Vergonha!!

    Responder

  9. 22 de outubro de 2020 @ 15:38 Ana M P Andrade

    Um absurdo, completamente contra!

    Responder

  10. 22 de outubro de 2020 @ 16:12 Cristina Gutmann Suhr

    Totalmente contra.

    Responder

  11. 22 de outubro de 2020 @ 16:25 FERNANDA BASTOS RAPISARDA

    Absurdo criminoso!

    Responder

  12. 22 de outubro de 2020 @ 16:26 FERNANDA BASTOS RAPISARDA

    desumano e imoral

    Responder

  13. 22 de outubro de 2020 @ 16:33 Josef David Yaari

    Não posso aceitar determinações arbitrárias que vão afetar diretamente a alimentação de milhões de pessoas, já que o uso de transgênicos ainda está em pesquisa e há evidências de que podem causar problemas graves!

    Responder

  14. 22 de outubro de 2020 @ 16:36 Raphael Arcanjo

    Absurdo! Estamos a caminho do abismo escancarado! Isso é uma afronta… um basta para mais crimes… OM haweté

    Responder

  15. 22 de outubro de 2020 @ 16:45 Romulo mello-silva

    Antiético

    Responder

  16. 22 de outubro de 2020 @ 16:47 Soraya Bezerra

    Absurdo dos ABSURDOS!!!!!

    Responder

  17. 22 de outubro de 2020 @ 16:51 SorayaeToni

    Total DESAMOR à Vida!

    Responder

  18. 22 de outubro de 2020 @ 17:32 Cyda Pereira

    Transgênico NÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO, Por amor❗

    Responder

  19. 22 de outubro de 2020 @ 17:56 Marcia Dias silva

    Sem trangenicos por amor ao nosso futuro.

    Responder

  20. 22 de outubro de 2020 @ 19:13 Maria Betânia Silveira

    Sou completa e absolutamente contra inserir qualquer alimento trangênico na alimentacao dos seres humanos e adjacencias!!

    Responder

  21. 23 de outubro de 2020 @ 06:47 Ademar Altevir Henning

    Nunca. Totalmente contra.

    Responder

  22. 23 de outubro de 2020 @ 10:17 Luigi Sour

    Notem que os membros da comissão são parte da elite ciêntifica do pais! Depois se perguntam porque a população desacredita da ciência!? Como dizia Montesquieu “Ciência sem conciência só é ruina da alma” … e do corpo junto. Estamos sendo suicidados por uma elite psicopata sem conciência nenhuma fora a do seu beneficio pessoal. Resistir é preciso!

    Responder

  23. 23 de outubro de 2020 @ 12:03 Hanstrup Freeman

    O único temas que nao é estigmatizados pelo sistema de produção centralizado em monopolios da agro indústria. Combatem obtrafoco e liberam os tóxicos na casa de todos. Dos bebês aos idosos! Todos ja são drilogados pelos agrotóxicos. Novamente serão drogados pelos transgênicos!

    Responder

  24. 23 de outubro de 2020 @ 17:08 Márcia Pereira

    Sou totalmente contra os transgênicos.
    #menosvenenomaiscomida
    #transgenicosnão
    #foratransgenicos
    #agriculturaorgânica
    #agrofloresta
    #agriculturabiodinâmica

    Responder

  25. 24 de outubro de 2020 @ 06:41 Evely

    NÃO AOS TRANGENICOS

    Responder

  26. 29 de outubro de 2020 @ 07:09 Só a pressão popular pode barrar liberação de trigo transgênico no Brasil

    […] Campanha Permanente contra os Agrotóxicos e pela Vida divulgou uma lista com os e-mails de todos os integrantes da CTNBio. O objetivo é que […]

    Responder

  27. 29 de outubro de 2020 @ 10:12 Só a pressão popular pode barrar a liberação de trigo transgênico no Brasil – MS ATUAL

    […] A Campanha Permanente contra os Agrotóxicos e pela Vida divulgou uma lista com os e-mails de todos os integrantes da CTNBio. O objetivo é que a população envie mensagens pressionando cada um deles a não votar a favor da aprovação. […]

    Responder

  28. 1 de novembro de 2020 @ 11:00 Só a pressão popular pode barrar a liberação de trigo transgênico no Brasil – Campanha Permanente Contra os Contra os Agrotóxicos e Pela Vida

    […] A Campanha Permanente contra os Agrotóxicos e pela Vida divulgou uma lista com os e-mails de todos os integrantes da CTNBio. O objetivo é que a população envie mensagens pressionando cada um deles a não votar a favor da aprovação. […]

    Responder

  29. 3 de dezembro de 2020 @ 09:49 Mais transgênico = mais agrotóxicos – Campanha Permanente Contra os Contra os Agrotóxicos e Pela Vida

    […] Razões para dizer não ao trigo geneticamente modificadoManifesto de entidades contra o trigo transgênicoTrigo transgênico no nosso pão não – abaixo […]

    Responder


Quer compartilhar suas ideias?

Seu endereço de email não será publicado.

Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida